I wish I could

E lá estou eu perdida em devaneios quando vejo uma atualização e procuro a tradução da música e, por fim, mesmo sabendo que fazendo isso só vou despertar coisas que deviam permanecer adormecidas, acalento o sentimento de que aquilo talvez descreva o que sentes por mim. Melhor seria entender, aceitar que não existe mais nós e nunca existiu, porque nunca desejei um nós para sempre, mas por um breve momento foi bom pensar que tenha existido. E agora me enrolo nas minhas palavras e não sei se me sinto triste, não sei o que sinto, não sei porque sinto. Há quem critique Wilde, mas eu me identifico com muito do que ele escreveu…

“O sofrimento é algo permanente, misterioso e sombrio, e tem a natureza do infinito”

I wish I could forget… But if I could, would I wish it?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: